30 anos da Pastoral da Criança na Diocese de Palmas e Francisco Beltrão

No dia 19 de setembro de 2015, a Pastoral da Criança celebrou 30 anos na Diocese de Palmas-Francisco Beltrão. A celebração ocorreu no centro de eventos Marabá, em Francisco Beltrão. Teve a participação de líderes paroquiais e da Ir. Vera Lúcia Altoé, coordenadora nacional da Pastoral da Criança.

Em 1985, Dom Agostinho José Sartori criava a Pastoral da Criança na Diocese da Palmas-Francisco Beltrão. Na celebração dos 20 anos de Pastoral , em 2005, com a presença da coordenadora nacional, Dra. Zilda Arns Neumann, disse Dom Agostinho: “A Pastoral da Criança é uma história de amor de Deus para com a vida. É uma pequena semente da fé que espalha seus frutos pela diocese”.

Em 2015, a Pastoral da Criança celebra 30anos de desafios, mas também de conquistas, lutas, incompreensões, vitórias e compromissos. Foi assim que um sonho foi gerado. Com as mãos carinhosas e os corações meigos das líderes, a vida foi tomando corpo, foi crescendo, tornando-se parte de toda a grande região sudoestina.

É um momento de emoção celebrar 30 anos da Pastoral da Criança e alimentar a convicção de dever cumprido. Mas não nos conformamos com o realizado. Buscamos, com empenho sempre novo e estimulados pelo ardor que nasce do Evangelho, zerar a mortalidade infantil em nossa região.

Mensagem da coordenadora, Izete Beyer Feix: “A Pastoral da Criança nasceu de uma conjunção de esforços para diminuir a mortalidade infantil. As tarefas têm como objetivo principal atender as crianças mais carentes, desde o momento da gestação até os seis anos de idade. São 30 anos  de história e transformação das famílias acompanhadas. História  de sucesso  e de amor, presente em 42 municípios de nossa diocese, trabalho realizado por 2.179 voluntários, atendendo uma média de 12.000 famílias, 13.500 crianças, 970 gestantes. É uma grande rede de solidariedade humana. Estou feliz em saber que os líderes estão motivados para a missão, seguindo o legado que Dra. Zilda nos deixou, de que é possível mudar o perfil de uma nação com ações voluntárias”.

“Estas ações voluntárias acontecem, porque você, líder, existe e a cada dia se dedica com alegria, amor e coragem para a missão”, dizia Dra. Zilda.

Ir. Vera Lucia Altoé, coordenadora nacional da Pastoral da Criança, afirmou: “30 anos é um momento forte de rendermos graças a Deus por tantas vidas que foram salvas com o empenho de nossos líderes, mulheres e homens, que descobriram que servir o outro é servir o próprio Cristo. Obrigada a todos. Parabéns, Pastoral da Criança”.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.