Oração e Ação pela Criança em Patos de Minas (MG)

“O trabalho social precisa de mobilização das forças”
(Dra. Zilda Arns Neumann)

No dia 25/03/2017, a Pastoral da Criança – Paróquia Santa Terezinha do Menino Jesus (Capuchinhos), da Diocese de Patos de Minas (MG) – iniciou o projeto “Comunidades de Fé Transformadas” com um momento de Oração e Ação pela Criança.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Agradecemos a Deus e a cada pessoa que orou, participou e colaborou para que este evento acontecesse.

Foi oferecido ao mesmo tempo, porém em lugares diferentes formação contínua para líderes, brincadeiras para as crianças, informativos e serviços gratuitos para as famílias.

No Centro Paroquial, os líderes e outras pastorais participaram da espiritualidade e formação contínua. Enquanto que na Praça Irmão Sol, nossos parceiros da Faculdade de Patos de Minas (FPM), Associação Amor Exigente, Grupo Primeiro Passo para Vitória, catequistas, Grupo de Encontro Adolescentes com Cristo (EAC) praticaram atividades de brincadeiras, músicas e leituras que alegraram e encantaram as crianças. Ainda de maneira divertida, as crianças aprenderam técnicas corretas de escovação. As famílias tiveram oportunidade de se informar sobre o mosquito da dengue e a febre amarela; medir a pressão arterial e fazer exames de glicemia capilar.

O objetivo do projeto “Comunidades de Fé Transformadas” é o desenvolvimento integral das crianças e em função delas promover suas famílias e comunidades. Portanto, buscamos mais voluntários nessa corrente de solidariedade humana para atingir 80% das crianças pobres das nossas comunidades na pastoral da criança.

Acreditamos na transformação através da responsabilidade social de cidadãos conscientes. Com a união e soma de forças é possível a autossuficiência das comunidades. Devemos lutar para combater a criminalidade que cada dia se torna mais organizada afetando nossas crianças.

Temos que defender e proteger nossas crianças, cultivá-las em uma cultura de paz para que elas cresçam com dignidade, qualidade de vida e os seus direitos sejam respeitados.

Esta semente (criança) deve ser cuidada, nutrida, se sentir amada e protegida desde o ventre materno para que suas raízes sejam fortes, entrelaçadas ao Criador, nosso Poder Superior para que tenham vida em abundância e sejam futuros transformadores de um mundo melhor.

A Pastoral da Criança não tem distinção de pessoas, credo religioso ou político, somos todos iguais. Prestamos solidariedade sem exigir referencias, cumprimos o nosso dever de Cidadão e Missão como Cristão. A cooperação se baseia na generosidade e na solidariedade. Somos cidadãos de uma família cristã, pertencemos à mesma família, juntos partilhamos, participamos e estamos em “Comunidades de Fé Transformadas”.

A nossa gratidão e carinho especial a todos que estiveram e estão conosco nesta caminhada.

Colaboração: Juracir Lemos e Equipe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.