Pastoral da Criança realiza capacitação sobre Hanseníase

Aconteceu no 19 de Maio, na Paróquia Nossa Senhora do Raso, em Araci, uma capacitação sobre a Eliminação da Hanseníase para Líderes da Pastoral da Criança e pessoas interessadas. Estive presente a Paróquias de Ichú, Biritinga, Conceição do Coité, Teofilândia, Euclides da Cunha e Serrinha.

A facilitadora do encontro, Risomar de Souza, da Paróquia Bom Jesus de Pé de Serra, passou para o grupo o conceito da Hanseníase, a importância do tratamento e os diversos assuntos sobre a doênça. Logo após, o grupo foi dividido em três equipes e estas se reuniram para fazer uma apresentação sobre direitos e deveres do infectado, tratamento e contágio da doença. Foram passados alguns vídeos referentes ao tema.

A hanseníase é uma das doenças mais antigas na história da medicina. É causada pelo bacilo de Hansen, o Mycobacterium leprae: um parasita que ataca a pele e nervos periféricos, mas pode afetar outros órgãos como o fígado, os testículos e os olhos. Não é, portanto, hereditária. Com período de incubação que varia entre três e cinco anos, sua primeira manifestação consiste no aparecimento de manchas dormentes, de cor avermelhada ou esbranquiçada, em qualquer região do corpo. Placas, caroços, inchaço, fraqueza muscular e dor nas articulações podem ser outros sintomas.

Esta doença é capaz de contaminar outras pessoas pelas vias respiratórias, caso o portador não esteja sendo tratado. Aproximadamente 95% dos parasitas são eliminados na primeira dose do tratamento, já sendo incapaz de transmiti-los a outras pessoas. Este dura até aproximadamente um ano e o paciente pode ser completamente curado, desde que siga corretamente os cuidados necessários.

colaboração: Thiale Araujo – Pascom da Catedral

   

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.