Consumidores de energia podem contribuir com Pastoral da Criança

A Caiuá Distribuição de Energia S/A firmou convênio para arrecadação de doações financeiras junto à comunidade, por meio da conta de luz, para ajudar na melhoria dos atendimentos da Pastoral da Criança, organismo de ação social da Conferência Nacional dos Bispos (CNBB). A ação já está valendo e quem quiser contribuir pode entrar em contato com a pastoral da cidade ou região onde vive, ou por meio do 0800 41 00 84, para solicitar a ficha de adesão autorizando o débito de R$ 1 ou R$ 2 da conta. A campanha não tem data para terminar e a qualquer momento o consumidor pode pedir a exclusão da cobrança.

Segundo a Assessoria de Imprensa da Caiuá, a empresa “utiliza seu sistema de arrecadação sem custo algum para a entidade. A proposta é sensibilizar a comunidade, criando uma rede de solidariedade, onde com uma pequena ajuda grandes ações podem ser realizadas em prol de mais de 1,8 milhão de crianças pobres de 0 a 6 anos”, disse por meio de nota o superintendente comercial da Caiuá, Paulo Francisco Figueiredo Barberio.

Para contribuir, o titular da unidade consumidora deve preencher a ficha de adesão, autorizando o débito, indicar o número da unidade consumidora e assinar. Segundo a Coordenação Nacional da Pastoral, o dinheiro arrecadado será convertido mensalmente em benefício de crianças e também de famílias pobres assistidas pela entidade.

Pastoral da Criança

Ainda conforme a nota, o trabalho da Pastoral da Criança é reconhecido internacionalmente, graças à Zilda Arns, fundadora da pastoral. “São milhares de voluntários ajudando a reduzir a desnutrição, a mortalidade infantil, criando oportunidades para que as crianças tenham uma vida plena. Os voluntários da Pastoral da Criança desenvolvem ações de saúde, nutrição, educação, cidadania e espiritualidade de forma ecumênica nas comunidades pobres”, consta a nota.

O Imparcial (Presidente Prudente/SP) – Cidades – 04/12/2012 – Pág. 2b – colaboração Eriberto Margarizo Purga

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.