Jornal 186 – Amamentação – Dúvidas sobre a amamentação

As dúvidas mais comuns são quanto às mulheres possuírem leite fraco ou pouco leite. Em primeiro lugar, não existe leite fraco. O mesmo pode variar de cor, mas todos são adequados sob o ponto de vista imunológico e nutricional. Quanto ao pouco leite, muitas vezes é apenas uma percepção errônea da mãe. Com frequência, o choro do bebê é interpretado como fome.


E muitas vezes esse choro é causado por algum desconforto do bebê ou simplesmente trata-se de uma forma de solicitar aconchego e proteção.  Na maioria das vezes em que há uma diminuição real da produção do leite, esta está relacionada com técnica incorreta de amamentação ou ainda ao uso de chupetas ou mamadeiras. Se a criança não mama com uma técnica correta, ela pode ingerir menos leite e não esvaziar adequadamente a mama. Como consequência, a mama passa a produzir menos leite e a criança, por não ficar saciada, vai fazer intervalos menores entre as mamadas. Aí surge a insegurança da mãe e a associação com leite fraco. As chupetas e os bicos de mamadeira podem interferir na amamentação, pois podem confundir a criança, já que o tipo de sucção é completamente diferente da sucção ao peito. Além disso, sabe-se que crianças que chupam chupeta mamam menos no peito. Portanto, atualmente, não se recomenda o uso de chupetas e mamadeiras. É uma recomendação internacional. Mães e profissionais que trabalham com mães e bebês devem conhecer a melhor forma de se amamentar, as vantagens da amamentação, assim como as consequências do desmame precoce.

 

A Pastoral da Criança tem um programa de rádio sobre esse assunto:

Programa de Rádio Viva a Vida 1062 – “Amamentação”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.